Devendo

O endividamento dos consumidores brasileiros impactou a inadimplência registrada em abril. O indicador registrou a maior alta em dez anos. Março é tradicionalmente um dos meses mais críticos do ano para os consumidores, com impacto de gastos com material escolar e impostos como IPTU e IPVA.
INSS
O INSS calcula que precisa de, no mínimo, seis meses para fazer a revisão dos benefícios por incapacidade, determinada em abril pela Justiça. Esse prazo é o dobro do concedido pela liminar que ordenou a correção.
Revisão
A Justiça Federal mandou o INSS revisar, até 18 de julho, todos os auxílios-doença, aposentadorias por invalidez e pensões por morte concedidos entre 1999 e 2009. A revisão afeta quem tinha menos de 144 contribuições entre julho de 1994 e a data da concessão.
Portos
Os portos públicos e de uso privativo, em 2011, movimentaram 886,055 milhões de toneladas de carga, volume 6,25% superior ao verificado em 2010 (833,9 milhões de toneladas). O balanço foi divulgado ontem pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários.
Ingredientes Naturais
Mais de 90% dos consumidores brasileiros buscam ingredientes naturais quando vão comprar cosméticos e mais de 80% deles procuram selos éticos e ambientais e querem saber a origem desses componentes. O levantamento Barômetro de Biodiversidade, divulgado em São Paulo, mostra que os brasileiros são os que mais se preocupam com essas questões na hora de adquirir itens como cremes ou xampus.
Seja bem Vindo!
O portal da Mark é uma daquelas ideias que tinham existir, mesmo se não fossem criadas, pois ele é o resultado natural de um processo iniciado há 36 anos com a criação de uma das mais bem sucedidas agências de publicidade do País. Na verdade, o Portal da Mark é um portal de comunicação e por isso pensará em torno de praticamente todas as áreas do conhecimento humano. Aqui, você encontrará o registro dos últimos 36 anos da história do nosso planeta e o que estávamos produzindo entre as paredes da Mark. Seja bem vindo ao Passado, ao Presente e ao Futuro. Seja bem vindo ao Portal da Mark.

VOCÊ SABE O QUE ACONTECEU NOS ÚLTIMOS 35 ANOS?

1980.
Fim da TV Tupi

Chegavam ao fim as transmissões da TV Tupi. A primeira emissora de televisão do país, e, por um ano, a única, foi criada por Assis Chateaubriand, o magnata paraibano que trouxe a televisão para o Brasil. Chateaubriand fundou também a Diários Associados, conglomerado de empresas de mídias, que foi, durante muito tempo, a maior rede de imprensa do país.

Shopping Parangaba

A grandes marcas do mercado já garantiram seu espaço no Shopping Parangaba que já possui 75% do seu espaço comercializado.
Acesse http://www.shoppingparangaba.com.br

Novo espaço para Mídia Publicitária - Rodoviária de Fortaleza

A MARK EVENTOS está apresentando ao mercado uma nova opção de mídia que será comercializada com exclusividade.
São os espaços do Terminal Rodoviário Eng. João Thomé de Fortaleza, com grande versatilidade e uma circulação de 300 mil consumidores/mês. Oferencendo diversos formatos como: stands, quiosques, outdoors, displays, vitrines, painés e frontlights. Contato (85) 3077.0961.
Acesse http://www.rodopublis.com.br

O Grande Concerto de Natal mais uma vez emocionou centenas de pessoas.

O Instituto do Conhecimento e da Produção Cultural realizou dia 11 de dezembro, mais um bem sucedido evento em prol da cultura do nosso povo. O Grande Concerto de Natal – Domingo de Luz, em sua quarta edição, levou à Catedral Metropolitana de Fortaleza quase cinco mil pessoas para celebrar o nascimento de Jesus Cristo. As mais belas canções natalinas foram interpretadas pelos corais Noite de Belém e Meninos de Jesus, acompanhados pela Orquestra Villa Lobos, sob a regência do maestro Potty Fontenelle. O Grande Concerto de Natal trouxe à Fortaleza a tradição dos majestosos eventos natalinos que são realizados em todo o mundo e que levam à apreciação popular a cultura erudita.
http://www.grandeconcertodenatal.com.br


Um resumo dos últimos 35 anos no Brasil e no Mundo

Babosa e hortelã entram na lista de remédios do SUS
Babosa, hortelã e salgueiro são os novos fitoterápicos a entrar na lista oficial de medicamentos do Sistema Único de Saúde (SUS), publicada pelo Ministério da Saúde. Atualizada a cada dois anos, a lista tem agora 810 itens, como medicamentos, vacinas e insumos. A babosa é indicada para o tratamento de queimaduras e psoríase (doença inflamatória da pele); a hortelã, síndrome do cólon irritado; e o salgueiro, para dor lombar. Desde 2007, o SUS usa remédios fitoterápicos, que agora chegam a 11. Para entrar no rol, o fitoterápico precisa ser industrializado, ter registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e eficácia comprovada. A nova relação traz também os remédios finasterida e doxasozina (convencionais) usados contra o crescimento anormal da próstata. A lista praticamente dobrou, passando de 470 itens, em 2010, para 810, por causa da inclusão dos medicamentos para doenças raras, vacinas e insumos. Antes, eram listados somente os remédios considerados essenciais, utilizados no tratamento das doenças mais recorrentes. Estão de fora da lista os remédios para câncer, oftalmológicos e aqueles usados no atendimento de urgência e emergência, pois constam em outra relação nacional. O rol é formulado por uma comissão técnica formada por representantes do ministério, da Anvisa, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e de associações médicas. Para ter acesso a um medicamento da lista do SUS, o paciente deve apresentar receita médica na rede pública. Com base na lista nacional, cada município tem autonomia para fazer sua própria relação de remédios.
Abelhas são bioindicadoras de poluição ambiental, aponta estudo
Pesquisa da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, revela que as abelhas são bioindicadoras de poluição ambiental. Durante as viagens para coleta de água, néctar e pólen das flores, as abelhas são impregnadas por microrganismos e substâncias químicas presentes na atmosfera, podendo servir de indicador da qualidade do ar. O estudo realizado pela bióloga Talita Antonia da Silveira foi desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Entomologia, com o objetivo de verificar se o pólen apícola coletado por abelhas Apis Mellifera pode ser utilizado como bioindicador de poluição ambiental. Talita explica que as abelhas operárias realizam viagens exploratórias em áreas que cercam seu habitat, recolhendo o néctar, a água e o pólen das flores. Com isto, quase todos os setores ambientais — solo, vegetação, água e ar — são explorados. Durante este processo, diversos microrganismos, produtos químicos e partículas suspensas no ar são interceptados pelas abelhas e podem ficar aderidos ao seu corpo ou ser ingeridos pelas mesmas. Pautado neste fato, os produtos apícolas podem ser usados como bioindicadores para monitoramento de impacto ambiental causado por fatores biológicos, químicos e físicos. A analise de elementos traço no pólen podem biomonitorar o ambiente em questão e esse monitoramento com produtos apícolas pode ser uma das formas de prevenir a contaminação ambiental. As abelhas são insetos sociais que contribuem para o ambiente por meio da polinização, ajudam na agricultura e, de quebra, ainda fornecem mel, geléia real, cera, própolis e pólen.